Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Que Ele Queria Era Matar

por P. Barbosa, em 27.10.08

O que desejava era matar.

Matar alguém que pudesse ser o culpado da raiva que sentia.

O problema dos sentimentos é que eles querem simplesmente que o homem satisfaça as suas egoístas necessidades, e nada mais.

A raiva quer que lhe satisfaçam os desejos e os calores que a atormentam, nem que para isso um inocente tenha de sofrer pelo culpado.

E esta verdade verdadeira pode ser constatada diariamente naquilo que o homem faz e deixa de fazer.

A raiva não o deixava em paz, como um cão que, aflito da bexiga, não larga o dono enquanto ele não lhe obedece e o leva à rua.

Ainda latejavam as dores do último ataque de que fora alvo, doía-lhe o crânio só de pensar nelas.

E as dores têm muita força, seja a força de acobardar um homem, seja a força de o transformar num assassino sanguinário, embora nunca ninguém tenha percebido como funciona o pêndulo que umas vezes se inclina para um lado, outras vezes em sentido oposto.

Matar.

Ou talvez não.

Talvez por detrás disto tudo esteja apenas uma simples curiosidade, talvez seja apenas uma modesta vontade que quer saber e descobrir quem era aquele desconhecido que o tentava matar.

Talvez essa simples vontade da curiosidade percebesse que não tinha as forças necessárias para persuadir Zodiak a meter-se num avião até Nova York e ir procurar um estranho.

Talvez essa simples vontade tenha a astúcia de compreender as suas fraquezas e forças e, talvez, numa atitude consciente, se tenha aliado ou enganado outras vontades que julga terem a força e a capacidade de persuasão que ela sozinha não tem.

E assim, Zodiak, impregnado do desejo de vingança e da raiva que a alimenta, é conduzido para uma viagem longe de tudo o que é importante, obrigando-o a fazer todo um conjunto de coisas que um ser normal, não sujeito a todas estas drogas, nunca se atreveria a fazer.

E quem sabe, numa ironia do destino que não seria original, quando Zodiak descobrir quem é o tal que deseja encontrar, quando estiver cara-a-cara com ele, talvez nesse instante a vontade da curiosidade se satisfaça com o que vê, e com isso se retire para parte incerta, desamparando assim a enganada vontade da vingança que, não sabendo agora o que está ali a fazer, se acobarde.

Os pêndulos têm destas coisas.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28


2 comentários

Imagem de perfil

De Artemisa a 07.11.2008 às 01:29

Já não vinha cá há um tempo... e já tinha saudades. ;)

Um beijo*
Imagem de perfil

De P. Barbosa a 07.11.2008 às 22:32

Já somos dois...tem-me faltado o tempo para estas coisas, para as minhas e a dos outros.

Beijo

Comentar post



Livros e Contos


Com o meu pai aprendi que cada palavra é preciosa. Dizia-me frequentemente, com um sorriso desafiador, Cada palavra é preciosa! A verdade tem uma direcção mas não um destino (não te esqueças). Tudo o que eu digo é mentira, vê se descobres... Nunca descobri a verdade escondida naquelas palavras preciosas.

Disponível em
iBooks, Google Play, Kobo, Kindle











Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Mais sobre mim

foto do autor