Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje resolvi escrever um post sem interesse nenhum. Não que os outros tenham grande interesse (para vossa informação, e segundo as estatísticas de navegação deste blog, 83% nem sequer se dão ao trabalho de verdadeiramente começar a ler).

Mas não é isso que quero dizer. O que escrevo tem interesse para mim, ou não me daria ao trabalho de o fazer. Embora também escreva para os outros, ou também não me daria ao trabalho de o publicar.

Mas, demasiadas vezes, fico a pensar nas coisas que as pessoas realmente querem, e aquilo que as faz mover (daí a razão deste sítio), porque sempre achei que isso era uma boa ponta por onde podia pegar, e tentar resolver o novelo da vida.

Não faço a menor ideia daquilo que cada um de vós procura, quando decide clicar naquela meia dúzia de caracteres que ficam pendurados numa página qualquer. Mas que a grande maioria clica desalmadamente, clica. Na verdade, acho que nenhum de nós sabe o que quer. Procuramos ao acaso as coisas que nos agradam, sem sabermos porquê.

São 21h30 da noite e estou na varanda da minha casa, deitado numa espreguiçadeira (que é a peça de mobiliário mais confortável que tenho – custou 15€). Junto ao canto da grade vejo a janela do prédio defronte. Um casal beija-se desalmadamente. Ontem, se bem me lembro, andavam aos berros um com o outro.

Há bastantes anos atrás, tinha eu uns 20 anos, presenciei a coisa mais estranha que alguma vez vi. Talvez tenha sido esse o momento em que comecei a me perguntar o que cada um quer, e o que faz para o conseguir. Andava eu no passeio, e um mendigo estava no chão com a caixa de esmolas a seus pés. Um outro mendigo andava uns metros mais à minha frente, a pedir dinheiro às pessoas com quem se cruzava. Quando passou defronte do outro mendigo, não é que lhe pediu esmola! A cara de espanto com que o mendigo que estava no chão ficou nunca me saiu da memória.

Bom, quem chegou até estas palavras finais pode ter a certeza que faz parte da restrita elite que se dá ao trabalho de ler até ao fim.

Obrigado e boa-noite (ou bom-dia…)

P
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56


5 comentários

Imagem de perfil

De Artemisa a 03.09.2009 às 19:02

Eu cheguei às palavras finais!! Aliás, chego muitas vezes...

Onde vais buscar essas estatísticas do blog?
Imagem de perfil

De P. Barbosa a 04.09.2009 às 00:16

uso o Google Analytics (pesquisa, se não souberes como instalar, dou umas dicas)
Imagem de perfil

De Artemisa a 04.09.2009 às 18:59

(estou absolutamente perdida, nem sei o que instalar... :/ )
Imagem de perfil

De P. Barbosa a 05.09.2009 às 15:43

Tens de colocar num dos componentes do teu brlo o código que é fornecido pelo Google Analytics, e que está disponível em (julgo eu) «Configurações de Perfil», «verificar status». Isto partindo do princípio que tens a conta Google Analytics criada e já criaste um perfil para o endereço do teu blog. É só isto que tens de fazer...

Espero que ajude.
Imagem de perfil

De Artemisa a 05.09.2009 às 16:31

Já está, obrigada! :)

Comentar post



Livros e Contos


Com o meu pai aprendi que cada palavra é preciosa. Dizia-me frequentemente, com um sorriso desafiador, Cada palavra é preciosa! A verdade tem uma direcção mas não um destino (não te esqueças). Tudo o que eu digo é mentira, vê se descobres... Nunca descobri a verdade escondida naquelas palavras preciosas.

Disponível em
iBooks, Google Play, Kobo, Kindle











Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Mais sobre mim

foto do autor