Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vagina Musical (vídeo)

por P. Barbosa, em 20.06.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:36

A Tua Beleza Será Sempre Incorruptível

por P. Barbosa, em 19.06.12
O PUNHO

Infinito é o pensamento, 
pois não pode pensar 
que não o é mais.

Vive na redoma de vidro, 
transparente, infinito,
continente plano encerrado
em esfera sem princípio 
nem fim.

A poesia não é para fracos,
nem para corajosos de acção.
Poesia é azeite, sal e mel,
fraco tempero do que sofre 
no engolir.

Apenas os misóginos,
e os miseráveis,
a suportam.

És dona
de incorruptível felicidade.
O sinal preto na face, 
o olhar anguloso,
doce, vaidoso. 

A inveja, 
que não posso tocar,
é meu pecado capital.

A tua beleza fere,
és simulacro de refeição,
que não pode (não será)
satisfeita com um beijo, 
um abraço ou um toque.

A tua beleza será sempre 
incorruptível,
mas eu não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45

Um anjo que olha
o desespero, 
de ser
Procura, sem o saber, 
Quer, sem poder

Dentro, sigo só
Hoje e amanhã outra vez
Percorro caminhos, 
olhos vendados
Fechado em mim
Hoje,
o desespero de ser
Amanhã,
o desespero de querer,
sem poder
Novamente

Fraco, sigo eu
O espelho, na minha frente,
verdade saliente
Imagem sem poder
Um anjo que olha
de volta, evidente
O seu desespero 
de querer,
sem poder

Palavras, para quê?
Quando um anjo olha
firmemente
Nosso único confidente 
Vazio, sigo em frente
Hoje e amanhã, 
outra vez

Alguém segue-me dentro
Poder cinzento, 
sem querer
Eu, vazio
Sempre
Espelho meu, espelho meu,
és meu único confidente

Dentro da ilusão 
vive um homem
Chora, tem frio
Sorri para toda a gente

Pede esmola 
com o olhar
Avança, hoje
e amanhã novamente,
certo de si
Firmemente

Brinca com o amor
Pulsação
que no sangue,
evidente,
vibra sem querer
Um outro anjo olha,
cinzento
Agora e todo o tempo
que arranjar
Sem saber, porquê?

Mente descaradamente
Fecha os olhos,
esquece
Procura um espelho
saliente
Uma ilusão,
um anjo que olha
firmemente
Poder sem querer
Só pode ser.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:02

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:03


Livros e Contos


Com o meu pai aprendi que cada palavra é preciosa. Dizia-me frequentemente, com um sorriso desafiador, Cada palavra é preciosa! A verdade tem uma direcção mas não um destino (não te esqueças). Tudo o que eu digo é mentira, vê se descobres... Nunca descobri a verdade escondida naquelas palavras preciosas.

Disponível em
iBooks, Google Play, Kobo, Kindle











Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Mais sobre mim

foto do autor